terça-feira, 3 de junho de 2008

A CARTA DE KURT COBAIN, A DESPEDIDA...




Para Boddah
"Há anos que não sinto nenhuma emoção de ouvir, ou mesmo de criar música nem sequer compor ou escrever. Isto faz-me sentir terrivelmente culpado para além daquilo que as palavras conseguem exprimir. Por exemplo quando estávamos nos bastidores, as luzes diminuíam e da multidão subia um rugido maníaco aquele momento não me fazia o efeito que faria, por exemplo, a Freddie Mercury que parecia adorar e absorver energia da adoração do público. Uma coisa que admiro e lhe invejo facto é que não posso fazer troça de vocês, de nenhum de vocês. Não seria bonito nem para vocês nem para mim. O pior crime que eu podia conceber era o de gozar com o próximo, tentando fazer acreditar que para mim era um divertimento a cem por cento. Às vezes, antes de entrar para o palco, sentia-me como se tivesse um relógio a bater dentro de mim. Tenho tentado tudo que esta ao meu alcance para apreciar o facto de que eu/nós deixámos uma marca e divertimos muita gente. Devo ser um desses narcisistas que só dá valor as coisas quando as perde, uma daquelas pessoas que goza as coisas somente quando está sozinho. Sou demasiado sensível. Oh, precisava de ser um pouco mais insensível para reconquistar um pouco do entusiasmo que sentia em criança. Nas nossas ultimas três digressões, recebi um acolhimento muito melhor que no passado por parte de todos aqueles que conheço pessoalmente e de todos os fâs da nossa musica. Apesar disso, não consigo ainda libertar-me da sensação de frustração e de culpa que sinto em relação a cada um. Há qualquer coisa de bom em cada indivíduo. Só que eu amo demasiado as pessoas. Amo-as tanto que isso me faz sentir demasiado… triste – triste, pequeno, demasiado sensível, não apreciado; sou um cordeiro de sacrifício… Porque é que não gozas a cena? Eu não sei! Foi belo, muito belo e estou-vos grato por isso. Mas, desde os sete anos, desenvolvi um profundo ódio no que diz respeito aos seres humanos em geral … e isto só porque amo demasiado e experimento sentimentos demasiado fortes pelas pessoas, pelo menos eu acho. Agradeço-vos a todos do fundo do meu estômago queimado de náusea pelas vossas cartas e por se terem preocupado comigo durante os anos passados. Sou uma pessoa demasiado instável e de humores e, agora, não experimento mais nenhuma paixão. Assim, recordem-se que é melhor arder numa só labareda do que enferrujar a pouco e pouco."Paz. Amor. Empatia. Amo-vos, AMO-VOS!
(Kurt Cobain )
Texto encontrado ao lado do seu cadáver a 8 de Abril de 1994. A carta de despedida foi escrita com tinta vermelha . Junto o corpo encontrado na manha de 8 Abril estavam várias cassetes entre elas uma cópia de In Útero, a carta de despedida, o BI, carta de condução. Kurt vestia jeans rasgados e uma t-shirt e calçava All Stars. Em Los Angeles e um pouco por todo mundo as rádios tocaram durante todo dia os álbuns dos Nirvana em homenagem ao homem que tinha conseguido irmanar milhões de pessoas com a sua visão distorcida do mundo. Não era a primeira vez que uma estrela abandonava os palcos antes do tempo. O que é inédito é nos ter dado acesso aos recônditos da sua mente perturbada de forma tão clara e angelical transformando a sua morte numa enorme tela onde todos conseguimos pintar um traço que revele as paranóias, as depressões, os fantasmas, as obsessões que julgamos ter sob controlo. E por fim o que nos resta é a musica.

12 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns, eu que gosto de Kurt Cobain, adoro! Adorei a carta parabéns amigo mais uma vez.
Tem um excelente blog.
Beijinhos!
Dina

Marcus disse...

o kara ( kart cobain ) boas musikas i boa alma ki vc teve linda kar
abrazzz vei

Everton disse...

Bom muito Bom essa carta realmente esta correta vejo q é fan dele tbm Otimo Otimo parabens!

JONI-CBR disse...

numa coisa kurt, tinha razão, o que somos nós nesta vida, a não ser a razão de viver pelos nossos entes mais queridos?

Anónimo disse...

PARABÉNS, um belo trabalho.
Eu gosto muito de Nirvana e especialmente KURT COIBAIN, e, aqui está uma bela biografia de Cobain.
Obrigado e, mais uma vez parabéns pela biografia e pelo excelente blog.

Anónimo disse...

Seus idiotas! Isso não é uma biografia! Posers do inferno! Isso é a carta que Kurt deixou para seu amigo imaginário otários --'
POSERS!

ana caroline disse...

amoo o kurt cobain, ele pode ter passado por varias coisas mas ele sempre vai ser meu cantor favoriotoo. parabennss pela carta.

Anónimo disse...

Adiantou esse corno viado fazer isso tudo?! foi pro inferno mesmo... u.u" eu tenho 35 anos quando o kurt morreu todas as meninas choraram por um cara que tinha tudo e resolveu se matar... corno filho de uma egua

Anónimo disse...

CORNO É TEU Pai LAVE A BOCA ANTES DE FALA DELE

Anónimo disse...

Kurt Donald Cobain,saudades :/

Anónimo disse...

'Cadáver', como e ruim ler essa palavra quando se trata do Kurt ..
Lágrimas brotam de meus olhos e do coração ...
Saudades de vc lindinho, vc mora no coração de todos nós
bjos pra vc, onde estiver ...

Anónimo disse...

essa sua verção da cartas esta errada e não esta completa.triste pois chama os outros de poser e não escreve nem a carta completa .