quinta-feira, 2 de outubro de 2008

UMA QUESTÃO!...


Uma cidade como a Mealhada não merecia ter placas toponímicas?
Diz o senhor presidente da junta de freguesia de Mealhada – mas elas existem.
Eu digo, existem algumas em muito mau estado, outras não existem simplesmente.
As pessoas que visitam, ou simplesmente procuram algo na Mealhada não encontram, porque estão partidas elegíveis e outras não existem.
Três anos de mandato autárquico, e nem isso foi possível fazer!
Então o que foi feito?
Muito pouco digo eu, e dizem muitos mealhadenses, parece que o tempo do senhor José Felgueiras, foi passado como sempre vi, em lugares para ser visto, e não para resolver os problemas da freguesia!
Parece que os eleitores votaram nele, só porque tem idade e foi comandante dos bombeiros.
Não pode ser, um presidente eleito é para melhorar a sua freguesia em prol dos seus concidadãos.
E os munícipes devem intervir, para que esta e outras coisas, como passadeiras, erva nos passeios iluminação pública etc. possam ser melhoradas. A vida não se faz só de campanhas de sensibilização, é muito pouco para quem já tinha estado num mandato anterior!

12 comentários:

Anónimo disse...

Finalmente de acordo!

Anónimo disse...

Bastava a CM dispensar às Juntas de Freguesia uma pequena percentagem do bolo que andou a guardar para gastar no ano eleitoral para elas fazerem tudo o que aqui reclama e muito mais.
Para um "profissional da politica" demonstra um total desconhecimento da realidade e só entendo as suas intervenções aqui e noutros locais como uma necessidade de dar nas vistas.
Como exemplo e como deve saber (se é que sabe alguma coisa sobre gestão de autarquias) a toponímica é uma das competências que esta câmara delegou nas freguesias conforme orçamento e plano de actividades que o seu partido aprovou.
Peço que verifique na papelada que tem ou que pode facilmente consultar e convido-o se para isso tiver coragem, a neste blog ou porque não numa Assembleia Municipal a divulgar os valores que a CMM distribuiu por junta de Freguesia para gastarem em toponímica. Depois de estar na posse desses valores tente saber o que se pode fazer. Eu posso adiantar que com a verba que as Juntas dispõem podiam imprimir em A4 umas folhas com os nomes das ruas e pontos de interesse e afixa-las com fita adesiva (concordo que sempre é melhor que nada).
Para finalizar e visto que parece saber e ter opinião sobre tudo, porque é que a CMM (cujo executivo não se cansa de elogiar) sinaliza com placas o que lhe interessa (Piscinas Municipais, Moinhos, Centro de Treinos, etc.) e o restante (o mais dispendioso e menos vistoso) delega nas juntas??
Fico aguardar por uma resposta.

Egídio Peixoto disse...

Penso, que o desconhecimento não é tanto, mas sim incompetência da Junta de freguesia.
Dois mandatos e toponímica nada, este entre outros, mas, adiante qual terra que se preze luta por isso, no mínimo e se houvesse falta de verbas, a câmara com toda a certeza que vos ajudaria, mas, vocês esqueceram-se, isso sim.
O resto, são cantigas de politico sem argumentos.
Em todas as freguesias por mais pequenas que sejam neste como noutros concelhos a toponímica existe e com qualidade.
Mais, não vi nada de interessante que fizessem na freguesia da Mealhada, para onde foram as verbas que lhe eram atribuídas, não vale vir com desculpas, o dinheiro existia, foi é mal gerido!...

Anónimo disse...

Uma das freguesias que gostava que visitasse, seria Arcos – Anadia, para verificar como a toponímica foi toda renovada este ano, pela junta de Freguesia de Arcos.
Por isso, não vale vir com desculpas.
Quem quer trabalhar, trabalha!
E não pense que a freguesia não se debate com falta de verbas, porque conheço, e falei com o seu presidente sobre este assunto, só que ele não teve medo das dificuldades criou o projecto orçamentou, e pediu apoio à Câmara de Anadia. Porque o que é preciso é vontade de trabalhar!
Não será?

Anónimo disse...

Vir dar uma exemplo de uma junta de Anadia é de facto um bom exemplo. Eu gostava é que dessem um exemplo para o caso em questão de uma junta do concelho da Mealhada.
Para o titular do post não comento a resposta visto que não tem coragem para publicar os montantes que a CMM distribuiu para o efeito.
Tem vergonha??

Anónimo disse...

Vergonha deves ter tu!
Visto que nada é feito, e as desculpas são sempre os outros, se não tem capacidade, demitam-se, não diluam os vossos problemas de incompetência, com os outros.
Sim, incompetentes, é só que posso dizer de vós, Junta de freguesia de Mealhada.
Quem não sabe tocar ARPA, não se mostra em publico, é vergonhoso, que sempre que lhes são dirigidas criticas, a culpa é do outro.
Assumam, é assim que se vive em democracia!

margarida disse...

Desculpem-me a intromissão, mas se há alguém que deve dar esses valores ao conhecimento público e expô-los aqui, até por uma questão de defesa pessoal é o senhor presidente da junta de freguesia da mealhada, só assim poderemos perceber o que refere o comentador da 0:01 do dia 3. Quanto ao facto do titular do post que não tem coragem para divulgar os números, refere-se exactamente a quem? Ao Egídio? Ele faz parte do executivo da Câmara, ou da junta?
Desculpem a minha ignorância

Anónimo disse...

Em tempos li algures sobre um conhecido comentador político mais ou menos o seguinte: "..de uma maneira geral estou sempre de acordo com os seus comentários mas em matérias em que domino nunca estou de acordo.."
No caso em concreto o autor do post desempenha funções autárquicas e agora também virou a comentador político mas com pouca Ética visto que só se limita a dizer mal de tudo e todos que não sejam da sua cor. Não apresenta uma ideia embora queira fazer passar que é um iluminado.
Quanto ao repto que deixei (que aqui publica-se os valores atribuídos pela CMM para a toponímica) nada!
Das duas uma ou vai para as assembleias só para aprovar o que o partido manda ou só faz comentários com intenção denegrir quem não é da sua cor.
Também gostaria de informar que actualmente não exerço qualquer função na Junta de Freguesia da Mealhada, mas como o autor do post tenho acesso a esse tipo de informação, que para o caso é importante para uma correcta análise. Por isso mantenho o repto.
Resumindo, aceitaria este tipo de critica se o autor inf. que a Junta A, B ou C recebeu X para fazer Y e nada fez ou teve acesso ao fundo Y e nada fez.
Todos de uma maneira geral sabemos o que está mal ou que faz falta fazer, mas pelo visto ninguém sabe é explicar como é que se fazem as coisas sem verbas ou competências.
Sejamos sérios nos comentários e criticas, ainda mais como é o caso, se tem responsabilidades políticas.

Egídio Peixoto disse...

Há m equívoco, eu não pertenço a nenhum órgão autárquico
Seja realista, você sim, deve pertencer, para tanta insistência no assunto!
.Eu gosto, de comentar e alertar, para o que entendo que deve ser feito, não e não foi feito.
Ou por incompetência, ou desconhecimento das suas responsabilidades autárquicas!.

Anónimo disse...

Pois, pois como diria o outro "Aldrabão sou mas não minto tanto".
E não é uma questão de insistencia é sim uma questão de coerencia.
Deve-se falar daquilo que se sabe.
Este país e nomeadamente este concelho está cheio de gente que fala, fala mas nada fazem.
Se pensa que consegue fazer melhor candidate se e vá à luta.

Egídio Peixoto disse...

Aldrabão?
Coerência?
Apenas digo o que penso, tenho por hábito desde que existe liberdade em Portugal, falar e comentar o que vejo que está mal, na minha terra como no país.
Mas claro, que há sempre alguns, como parece ser o caso que não o admitem, talvez por ter convivido tempo demais, ou partilharem ideais do tempo da outra senhora!
Tenho pena que ainda existam pessoas na Mealhada com um espírito fascista!
Outra não tenho sede de poleiro, nem falo com esse intento, agora gosto que os cargos autárquicos sejam desempenhados com coerência e respeito pelo povo…povo esse do qual faço parte e mereço respeito.
Não aceito lições de um anónimo, que quanto a mim é covarde, porque defender uma causa em que eu dou a cara, e quanto si defende-a como um covarde, deve ter sido seu hábito debaixo do saiote de alguém, (covardismo), atreva-se a mostrar quem realmente é!
É o desafio que lhe lanço, para quem está tão incomodado com as minhas opiniões…

Anónimo disse...

Dá a cara??
Só vejo um olho.