segunda-feira, 2 de março de 2009

ATÉ PARECE QUE É...


Marcelo Rebelo de Sousa na RTP, Vasco Pulido Valente na TVI e José Pacheco Pereira na SIC fazem o pleno no cerco televisivo a Sócrates. Como podem dizer e mostrar o que quiserem, e quando quiserem, vamos admitir que valem pelo que está à vista. Na imprensa, Sol, Expresso, Público e Correio da Manhã, idem, com equipas de dezenas de jornalistas e publicistas em regime de permanente campanha. Nesta paisagem há muita poeira no ar, cães raivosos e a imagem duma caravana já a desaparecer na curva.
- Se o PS encontrar um bom candidato presidencial (por exemplo, uma mulher; a coisa é tão simples quanto isso), Cavaco não será reeleito. Quem apregoa a necessidade de falar verdade, patrocinando campanhas contra o Governo, e depois mantém a confiança política em Dias Loureiro, para além de se deixar humilhar por Jardim, merece ser recambiado.
- Os professores deixaram as palhaçadas. O bigodes amochou. Os Magalhães são um sucesso. A escola portuguesa está muito melhor. Se a guerra civil no ensino acabar, temos muitas razões para ter esperança num futuro de riqueza humana e económica.
- Nenhum partido tem propostas para a reforma do sistema de Justiça. E não há novos partidos na calha. Entretanto, a legitimidade moral da corrupção está entranhada em todas as classes sociais, independentemente da escolaridade e da actividade profissional. De resto, o fenómeno não é nenhum exclusivo nacional, bem pelo contrário. Estão reunidas, pois, as condições para o aparecimento de uma nova geração de portugueses cuja sede de justiça seja a prova mesma da sua inteligência.
- 2009 já só tem 10 meses para dar cabo desta merda toda.

Aspirina B

5 comentários:

Anónimo disse...

Quem fala do que não sabe, mas valia estar calado...
Falas de tudo, metes todos no mesmo saco, mas do que falas pouco ou nada sabes...
Limita-te apenas a existir...

Anónimo disse...

OOhps!
Deixaste de censurar previamente, e ficou publicado, afinal.
Desafio-te a não apagares, então!

Anónimo disse...

"Os Magalhães são um sucesso".
Não poderias ter escrito uma afirmação mais patética.
Viu-se o sucesso. O cuidado que os teus ídolos do Ministério da Educação colocaram na revisão dos textos.
Estiveram-se cagando, pura e simplesmente, como se estão cagando para os alunos e os professores.
O resto é pura retórica e a mais grotesca propaganda.

Anónimo disse...

De resto, não posso estar mais de acordo contigo, quando escreves:
"Estão reunidas, pois, as condições para o aparecimento de uma nova geração de portugueses cuja sede de justiça seja a prova mesma da sua inteligência.
- 2009 já só tem 10 meses para dar cabo desta merda toda."
Não percebo porque é que te dignaste colocar a foto do Salazar no início do post. O que sei é que essa figura, outrora sinistra, começa a parecer afinal uma figura angélica, quando comparada com o Sócrates e a sua comandita. É que o Salazar morreu pobre, disso, pelo menos, temos a certeza.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.